Banca de DEFESA: ALINE MICHELLE SILVEIRA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALINE MICHELLE SILVEIRA SILVA
DATA : 30/11/2022
HORA: 13:30
LOCAL: Na sala virtual do google meet
TÍTULO:

Relação entre o tráfico e/ou consumo de drogas e os homicídios em uma região do Centro-Oeste de Minas Gerais


PALAVRAS-CHAVES:

Homicídio, Tráfico de Drogas, Drogas Ilícitas.


PÁGINAS: 55
RESUMO:

Introdução: O homicídio trata-se de um crime hediondo que tem sofrido um aumento em todo o contexto nacional, tornando alvo de preocupação principalmente para as entidades públicas. Em 2016 os homicídios no Brasil representavam 13% do total mundial no ano. O uso e os mercados de drogas podem atuar como facilitadores para violência. Partiu-se da hipótese que os crimes relacionados ao consumo e/ou tráfico de drogas elevam o risco de o indivíduo detido cometer um homicídio ou ser vítima deste crime. Objetivos: Avaliar o risco de indivíduos apreendidos por consumo e/ou tráfico de drogas cometerem homicídio ou ser vítima deste crime, analisar o perfil do indivíduo apreendido por tráfico e/ou consumo de maconha, cocaína/crack, descrever a droga ilícita apreendida e identificar os índices do comercio ilegal de drogas nas cidades de Divinópolis, Itaúna, Itatiaiuçu, Carmo do Cajuru e Cláudio. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional de coorte retrospectivo em base documental no período de 01/01/2017 a 31/12/2019. Os dados foram coletados na Delegacia Regional de Polícia Civil e na Sessão Técnica Regional de Criminalística de Divinópolis. O processamento e armazenamento dos dados foram realizados em um banco de dados, elaborado no software QDS™ Version 2.6.1 e Microsoft Office Excel, para caracterização do perfil epidemiológico foi realizada análise estatística descritiva das variáveis. Este projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa envolvendo seres humanos (CAAE: 30655120.3.0000.5545). Resultados: Foram selecionados 3.994 documentos dentre os analisados, sendo estes laudos periciais toxicológicos preliminares e definitivos de drogas ilícitas apreendidas e Registros de Eventos da Defesa Social - REDS.  Divinópolis apresentou o maior índice de registros (63,32%), e a maconha a droga mais encontrada (64,52%). 5944 indivíduos foram identificados no tráfico e/ou consumo de drogas, sendo 90,723% do sexo masculino, maior frequência na faixa de 18-40 anos em ambos os sexos (72,17% homens e 71,87% mulheres). Dos 194 homicídios registrados na regional no período estudado 146 havia envolvimento com drogas, apresentando assim um Risco Relativo de 10,10 (p<0,0001). Conclusão: Divinópolis apresenta o maior índice de apreensões de drogas da regional, sendo maconha a droga mais aprendida, seguindo os padrões nacionais e mundiais. Os jovens do sexo masculino prevalecem tanto no tráfico e/ou consumo de drogas quanto nos homicídios. Pode-se verificar que nesta região estudada que um indivíduo inserido no mercado e consumo de drogas eleva o risco desde vir a cometer ou ser vítima de um homicídio.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1908201 - JOAQUIM MAURICIO DUARTE ALMEIDA
Interna - 1080217 - FARAH MARIA DRUMOND CHEQUER BALDONI
Interna - 1581667 - DANYELLE ROMANA ALVES RIOS
Interna - 1971548 - CRISTINA SANCHES
Externa à Instituição - THAYS SANTOS MENDONCA
Externa à Instituição - LEILISMARA SOUSA NOGUEIRA - UNIFAL-MG
Notícia cadastrada em: 23/11/2022 08:58
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - | Copyright © 2006-2023 - UFSJ - sigaa04.ufsj.edu.br.sigaa04