Banca de QUALIFICAÇÃO: MAGDA CÉSAR RAPOSO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MAGDA CÉSAR RAPOSO
DATA : 04/11/2021
HORA: 08:30
LOCAL: virtual
TÍTULO:

Interação Medicamento-Alimento Nas Bulas Brasileiras De Medicamentos: Há Concordância Com A Literatura?


PALAVRAS-CHAVES:

Bulas de medicamentos, interações alimento-droga, interações
medicamentosas, alimentos, farmacocinética.


PÁGINAS: 29
RESUMO:

Objetivo: Analisar a existência de informações sobre interações medicamento-alimento
em bulas brasileiras de medicamentos e se há concordância com a literatura.
Metodologia: Foram analisadas bulas eletrônicas destinadas para pacientes e
profissionais de saúde, disponibilizadas pela Anvisa. Identificamos 144 medicamentos
com interações alimentares, destes 15 foram excluídos, pois estavam com registro como
caduco/cancelado ou inexistente nos arquivos da Anvisa. Após a identificação de todas
as bulas, realizou-se uma análise comparativa entre as informações contidas no Manual
de Interações, na bula do profissional de saúde e do paciente, em seguida categorizamos
esses resultados. Para análise e interpretação dos dados, foi construído um banco de
dados em forma de planilhas utilizando o Microsoft Office Excel 2016. Resultados:
Das 129 bulas analisadas, em 66 (51,2%), as informações contidas na bula profissional
e na bula do paciente concordavam entre si, em 45 (34,9%) não existiam informações
sobre as interações entre medicamentos com alimentos, tanto na bula profissional
quanto na bula do paciente, em 13 (10,0%) os dados contidos na bula profissional e do
paciente concordavam parcialmente e em 05 (3,9%) havia informações que não
concordavam entre os dois informativos. Já na comparação entre a bula profissional e o
Manual de Interações, foi encontrada uma concordância de 46 (35,7%), concordância
parcial de 36 (27,9%), discordância de 27 (20,9%) e não existiam informações sobre as
interações entre medicamentos e alimentos na bula profissional em 20 (15,5%). Na
comparação entre a bula do paciente e o Manual de Interações, em 45 (34,9%) não
havia a existência de dados sobre as interações entre medicamento e alimento na bula do
paciente. Em 36 (27,9%) as informações concordavam entre si, em 30 (23,3%) as
informações contidas na bula do paciente concordava parcialmente com o Manual de
Interações e em 18 (13,9%) não havia concordância entre as duas fontes de informação.
Considerações parciais: Encontramos consideráveis divergências e ausências de
informações, tanto na bula profissional quanto na bula do paciente, sobre as interações
entre medicamento e alimento. A ausência ou baixa qualidade das informações sobre a
interação medicamento-alimento nas bulas de medicamentos, reduz o seu valor
enquanto material informativo/educativo para o profissional de saúde e paciente. Esses
fatores podem levar a uma exposição a riscos relacionados a mudanças na resposta aos
medicamentos e na segurança do paciente.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1741307 - ADRIANA CRISTINA SOARES DE SOUZA
Presidente - 1581667 - DANYELLE ROMANA ALVES RIOS
Externa à Instituição - MARIANA MARTINS GONZAGA DO NASCIMENTO - UFMG
Externa à Instituição - THAYS SANTOS MENDONCA - UNA
Notícia cadastrada em: 28/10/2021 14:38
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2022 - UFSJ - sigaa02.ufsj.edu.br.sigaa02