Banca de QUALIFICAÇÃO: ALINE MICHELLE SILVEIRA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALINE MICHELLE SILVEIRA SILVA
DATA : 21/01/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Plataforma online
TÍTULO:

Relação entre homicídios e o tráfico e/ou consumo de drogas


PALAVRAS-CHAVES:

Homicídio, Tráfico de Drogas, Drogas Ilícitas.


PÁGINAS: 42
RESUMO:

Introdução: No Brasil, desde a década de 1980, houve um crescimento significativo de homicídios, aproximadamente 10% de todos os homicídios no mundo. A violência é um dos principais problemas mundiais de saúde pública, sendo o homicídio a expressão mais grave desta. Os homicídios representam o crescimento da violência, determinada por desigualdades sociais, contrabando e posse de armas de fogo, consumo de drogas ilícitas e pelo tráfico de drogas devido as disputas e cobranças de dívidas. Diante disso, partiu-se da hipótese que os crimes relacionados ao consumo e/ou tráfico de drogas elevam o risco de o indivíduo detido cometer um homicídio ou ser vítima deste crime. Objetivos: Avaliar o risco de indivíduos apreendidos por consumo e/ou tráfico de drogas cometerem homicídio ou ser vítima deste crime, analisar o perfil do indivíduo apreendido por tráfico e/ou consumo de maconha, cocaína/crack, descrever a droga ilícita apreendida e identificar os índices do comercio ilegal de drogas nas cidades de Divinópolis, Itaúna, Itatiaiuçu, Carmo do Cajuru e Cláudio. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional de coorte retrospectivo em base documental no período de janeiro de 2017 a dezembro de 2019. Os dados foram coletados na 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil / 7º Departamento de Polícia Civil e na Sessão Técnica Regional de Criminalística de Divinópolis. O processamento e armazenamento dos dados foram realizados em um banco de dados, elaborado no software QDS™ Version 2.6.1 e Microsoft Office Excel, para caracterização do perfil epidemiológico da população estudada foi realizada análise estatística descritiva das variáveis. Este projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa envolvendo seres humanos (CAAE: 30655120.3.0000.5545). Resultados: Foram selecionados 3.994 dos 14.984 documentos analisados. Divinópolis apresentou o maior índice de registros (63,32%), e a maconha a droga mais encontrada neste estudo (64,52%), sendo a forma “bucha” a mais comum dentre as amostras (50,37%). 5.939 indivíduos foram identificados no tráfico e/ou consumo de drogas, sendo 90,72% do sexo masculino, maior frequência na faixa de 20 a 29 anos em ambos os sexos (40,70% homens e 39,20% mulheres). 198 homicídios foram identificados onde havia envolvimento com drogas, 77,27% eram do sexo masculino que foram autores do crime e 18,69% vítimas. Conclusão: Divinópolis apresenta o maior índice de apreensões de drogas da regional, sendo maconha a droga mais aprendida, seguindo os padrões nacionais e mundiais. Os jovens do sexo masculino prevalecem tanto no tráfico e/ou consumo de drogas quanto nos homicídios.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1080217 - FARAH MARIA DRUMOND CHEQUER BALDONI
Interna - 1971548 - CRISTINA SANCHES
Interno - 1908201 - JOAQUIM MAURICIO DUARTE ALMEIDA
Externa à Instituição - JESSICA AZEVEDO DE AQUINO - UFMG
Externa à Instituição - THAYS SANTOS MENDONCA
Notícia cadastrada em: 17/01/2022 12:10
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2022 - UFSJ - sigaa03.ufsj.edu.br.sigaa03