PPGeog PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Telefone/Ramal: Não informado

Banca de QUALIFICAÇÃO: THIAGO GONCALVES SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THIAGO GONCALVES SANTOS
DATA : 06/12/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Online
TÍTULO:

MAPEAMENTO DAS CONDIÇÕES DE SUSCETIBILIDADE AS INUNDAÇÕES EM MULTI-ESCALA E MULTI-RESOLUÇÃO: APLICAÇÕES PARA BACIAS HIDROGRÁFICAS LOCALIZADAS NO MUNICÍPIO DE LAVRAS-MG


PALAVRAS-CHAVES:

Análise Multicritério de Decisão; Análise Hierárquica de Processos; Modelagem sistêmica; Cartografia de Síntese; Bacias Hidrográficas


PÁGINAS: 116
RESUMO:

No Brasil, as inundações são os desastres de maior recorrência durante eventos extremos de precipitação influenciados não somente pelas mudanças climáticas, mas também, por alterações antrópicas da dinâmica natural de um sistema. Na Geografia, a temática associada as áreas de risco tornou-se representativa nas pesquisas científicas nos últimos dez anos com metodologias voltadas para a identificação e análises destas áreas. As investigações contam com a manipulação de dados cartográficos em um Sistema de Informação Geográfica voltadas para a elaboração de modelos indicativos que represente um determinado objetivo. Para isso, utiliza-se de procedimentos estatísticos que possibilita a hierarquização das variáveis sistêmicas analisadas e seu agrupamento conforme o grau de importância ao qual um desastre se manifesta.  Desta forma, o objetivo geral desta pesquisa é mapear a suscetibilidade aos riscos de inundações por meio da modelagem sistêmica a partir da integração dos métodos da Análise Multicritério de Decisão e a Análise Hierárquica de Processos, que resulte em contribuição para sistematizar propostas metodológicas para o inventário das paisagens com riscos naturais a partir dos pressupostos da Cartografia de Síntese. A hipótese é que a integração entre os métodos fornece um panorama das áreas suscetíveis às inundações mais eficazes do que o zoneamento pontual destes riscos e a Cartografia de Síntese permite a leitura vertical e horizontal da paisagem. Portanto, o procedimento aplicado em uma escala cartográfica a nível municipal, representa uma cartografia de síntese mais próxima do real. A área de estudo está localizada no município de Lavras – MG onde a investigação será aplicada em quatro Bacias Hidrográficas: Ribeirão Vermelho, Ribeirão Água Limpa, Ribeirão Santa Cruz e Córrego da Mutuca. A escolha por tais áreas justifica-se pelo fato destas estarem inseridas na área urbana do município, onde a ocupação difere-se entre elas bem como as ocorrências de inundações. A fundamentação teórica-metodológica como base a Teoria Geral dos Sistemas aplicada na Geografia Física para compreender a integração sistêmica entre as variáveis analisadas. Os procedimentos adotados consistem inicialmente no levantamento bibliográfico, coleta de dados junto a Defesa Civil e aquisição documentos cartográficos em multi-escala e multi-resoluções e a elaboração dos mapas temáticos que representam a hipsometria, declividade, densidade de drenagem, distância euclidiana entre as drenagens e uso da terra das bacias. A partir da elaboração do material cartográfico base, as informações mapeadas foram padronizadas em formato matricial, favorecendo a manipulação das informações para extrair os elementos geográficos que mais contribuem para a ocorrência de inundações com base nos procedimentos estatísticos orientados pela Análise Hierárquica de Processos. Neste procedimento, foram atribuídos valores de importância às variáveis, e consequentemente, a aplicação da álgebra de mapas onde os resultados são representados por meio de modelos que indicam a suscetibilidade às inundações. Os resultados, ao serem sobrepostos com as informações em microescala permitiu elaborar a cartografia de síntese das diferenças horizontais e verticais de uma determinada área e setorizar as condições ambientais que torna os fenômenos mais ou menos intensos. A validação das informações mapeadas foi realizada por meio de trabalho de campo, diálogos informais com a população e sobreposição com os registros de ocorrências de inundações. Neste texto de qualificação, serão apresentados os resultados aplicados na Bacia do Ribeirão Vermelho, cujos resultados parciais apontam para a presença de áreas com grau de suscetibilidade muito alta devido a ocupação irregular das planícies de inundação. A cartografia de síntese foi elaborada na Zona de Suscetibilidade 1, e indicam diferenças entre os níveis de intensidade conforme as condições topográficas e de ocupação urbana.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1743531 - SILVIA ELENA VENTORINI
Interno - 1729282 - MUCIO DO AMARAL FIGUEIREDO
Interno - 1375368 - LEONARDO CRISTIAN ROCHA
Externo à Instituição - MARIA ISABEL CASTREGHINI DE FREITAS - UNESP
Notícia cadastrada em: 26/11/2021 13:13
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - | Copyright © 2006-2024 - UFSJ - sigaa03.ufsj.edu.br.sigaa03