Banca de DEFESA: MOEMA GUIMARAES SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MOEMA GUIMARAES SANTOS
DATA : 27/10/2021
HORA: 15:00
LOCAL: Online
TÍTULO:

DISPOSITIVOS FORMAIS PARA TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO-TECNOLÓGICO NA INTERAÇÃO UNIVERSIDADE-EMPRESA: estudo de caso da Universidade Federal de São João del-Rei


PALAVRAS-CHAVES:

Transferência de Tecnologia. Lei Federal de Inovação. Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação. Interação Universidade-Empresa.


PÁGINAS: 150
RESUMO:

O objetivo deste estudo foi analisar a aplicação dos dispositivos formais previstos pela Lei Federal de Inovação nos processos de transferência de tecnologia da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) para empresas. A interação entre universidades e empresas é de grande relevância como pressupõe o modelo Tríplice Hélice (universidade-empresa-governo). Os institutos de pesquisa e as universidades são alguns dos principais geradores de conhecimento científico-tecnológico no Brasil, os quais podem ser difundidos e absorvidos pelas empresas. Porém, há pouca transferência de tecnologia dessas instituições para o setor privado. Uma das razões que explica a baixa efetividade do processo tem relação com os procedimentos burocráticos inerentes às instituições públicas envolvidas. Por isso, para efetivar a transferência de tecnologia de universidade federal para empresas, estudos apontam que devem ser aplicadas, de forma eficiente, as normas institucionais e os dispositivos da legislação que regem a matéria, em especial a Lei Federal de Inovação n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004, atualizada pela Lei n° 13.243, de 11 de janeiro de 2016. Para discutir essa questão, é necessária a análise de estudos de casos específicos, visto que o aparato institucional que envolve a interação universidade-empresa pode variar entre as instituições. Para tanto, metodologicamente, desenvolveu-se um estudo de caráter qualitativo-exploratório, que adotou a técnica de estudo de caso único, por meio de entrevistas semiestruturadas e análise documental de resoluções e processos administrativos da UFSJ. Os resultados apontaram que os principais gargalos para a transferência de tecnologia por meio dos dispositivos formais previstos pela Lei Federal de Inovação na UFSJ referem-se a questões afeitas à burocracia inerente aos procedimentos administrativos e à alocação de pessoal especializado em quantitativo suficiente para atendimento das demandas. Esses gargalos constituem-se em barreiras que inviabilizam a prestação de serviços técnicos especializados e a criação de spin-offs com participação societária da Instituição. Os demais dispositivos de transferência de tecnologia estudados, o licenciamento/cessão de tecnologia e o acordo de parceria para PD&I, embora com processos concretizados, sofrem os efeitos negativos dos referidos gargalos. Diante disso, o presente trabalho contribui, de forma prática, ao apresentar propostas de melhorias nos fluxos processuais, visando à racionalização, aperfeiçoamento e implantação de normas para a eficácia dos processos de transferência de tecnologia da UFSJ para as empresas, a fim de mitigar os gargalos identificados na aplicação dos dispositivos formais e contribuir para o fortalecimento da política de inovação a ser revista e aprimorada pela administração superior da universidade investigada.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1211816 - FABRICIO MOLICA DE MENDONCA
Interna - 1354698 - DANIELA MARTINS DINIZ
Externo à Instituição - EDUARDO MEIRELES - UEMG
Externo à Instituição - DANIEL PAULINO TEIXEIRA LOPES - CEFET/MG
Notícia cadastrada em: 13/10/2021 19:41
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2021 - UFSJ - sigaa02.ufsj.edu.br.sigaa02