Banca de QUALIFICAÇÃO: GISELLE CRISTINA ANDRADE PEREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GISELLE CRISTINA ANDRADE PEREIRA
DATA : 27/01/2021
HORA: 16:00
LOCAL: Quaificação remota
TÍTULO:

Avaliação da intoxicação por agrotóxicos em trabalhadores rurais do município de Ji-
Paraná- RO


PALAVRAS-CHAVES:

Pesticidas; Exposição; Saúde Pública; Trabalhadores rurais.


PÁGINAS: 123
RESUMO:

Os agrotóxicos, também conhecidos como pesticidas ou defensivos agrícolas, são agentes
químicos utilizados para maximizar o processo de produção agrícola. A busca por maior e
melhor qualidade dos produtos agrícolas produzidos faz com que, cada vez mais, aumente o
consumo dos agrotóxicos. O uso de agrotóxicos, sem controle adequado, afeta diretamente
a saúde humana, provocando alterações sistêmicas, desregulação endócrina e até mesmo
alterações cromossômicas. Conhecer os pesticidas comercializados e as alterações
causadas por eles na saúde da população e no meio ambiente é um importante passo para
a elaboração de políticas públicas de controle e restrição. Diante deste contexto, o presente
estudo epidemiológico, observacional e descritivo avalia a presença de sinais e sintomas de
intoxicação por agrotóxicos de trabalhadores rurais do Município de Ji-Paraná-RO. A
pesquisa foi realizada com 208 produtores rurais do município de Ji-Paraná, que foram
submetidos a avaliações clínico-laboratoriais, questionários semiestruturados com variáveis
qualitativas e quantitativas quanto ao perfil sócio econômico, histórico da doença pregressa
e atual, agrotóxicos mais utilizados, uso de EPIs e participação no processo de trabalho. Foi
verificado que cerca de 50% desses produtores usam agrotóxicos do grupo herbicida e da
classe extremamente tóxica. Esses indivíduos relataram ter lido as informações contidas no
rótulo dos agrotóxicos e sabem que os produtos fazem mal à saúde, entretanto, constatou-
se que a maioria deles realiza a aplicação de agrotóxicos de forma errônea e sem uso
adequado de equipamentos de proteção. Verificou-se, ainda, que grande parte dos
indivíduos apresentaram alterações do tipo neurossensitivas, neurocognitivas e motoras
compatíveis com sinais e sintomas de intoxicação. Do grupo que compôs a pesquisa, 12,5%
foram confirmados como intoxicados e 9,3% apresentaram sinais de intoxicação. Os
resultados obtidos neste estudo alertam para a importância de uma rigorosa ação de
conscientização, monitoramento e fiscalização do uso de pesticidas e evidenciam a
necessidade de treinamento de manuseio dos produtos químicos.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - DENISE CRISTINA ALVES DE MOURA
Interno - 1680474 - FABIO VIEIRA DOS SANTOS
Externa à Instituição - SIMONE DA FONSECA PIRES
Notícia cadastrada em: 22/01/2021 11:52
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2021 - UFSJ - sigaa01.ufsj.edu.br.sigaa01