Banca de QUALIFICAÇÃO: THAIS DE CÁSSIA SILVA LEMOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THAIS DE CÁSSIA SILVA LEMOS
DATA : 04/11/2021
HORA: 14:00
LOCAL: meet.google.com/hcv-jnnj-fiv
TÍTULO:

A SUCESSÃO GERACIONAL NA CAFEICULTURA ORGÂNICA: UMA ANÁLISE SOBRE FAMÍLIAS COOPERADAS DA COOPFAM, NO MUNÍCIPIO DE POÇO FUNDO – MG


PALAVRAS-CHAVES:

Cafeicultura; Agricultura Familiar, Juventude Rural. 


PÁGINAS: 104
RESUMO:

As transformações no espaço agrário brasileiro, modificaram as relações de uso da terra, criando novas funcionalidades para o meio rural. Transformações essas que se iniciaram pós década de 1960 com a Revolução Verde que modernizou o campo, modificando o modo de produzir, alterando as relações do campo e das industrias, processo que intensificou com a criação de políticas neoliberais na década de 1990, fortalecendo agronegócio e a produção de commodities. Esse processo afetou e continua afetando a permanência dos produtores rurais, pelas dificuldades de se inserirem no mercado, que tem deixado o campo. O êxodo rural tem sido a realidade da maior parte das regiões brasileiras, onde o grau de urbanização do país ultrapassa 80%, uma vez que a modernização agrícola e a concentração fundiária têm dificultado a permanência das pessoas no campo, sobretudo vivendo das atividades agrícolas. Essas transformações têm afetado principalmente os jovens rurais, que migram a procura de novas oportunidades e empregos nos espaços urbanos e são os principais responsáveis pelo despovoamento rural, motivados por diversos fatores. A ausência dos jovens rurais, tem comprometido a sucessão geracional e a reprodução social da agricultura familiar no campo. As relações que os mesmos enfrentam nos espaços rurais, são os mesmos que comprometem a permanência ou saída dos mesmos do campo. Existem diversas pesquisas que investigam a saída dos jovens no campo, porém é necessário compreender fatores que podem influenciar na permanência dos jovens, como caso dos associados da COOPFAM, no município de Poço Fundo-MG, que possuem importante influencia na cafeicultura, sobretudo na produção orgânica que é importante produção para a permanência dos produtores no campo, com produção de baixo custo e valorização no produto final. Diante disso a pesquisa possui o objetivo investigar os fatores que influenciam na permanência e sucessão geracional dos produtores de cafés orgânicos, como a renda e a cooperativa podem influenciar na sucessão desses jovens.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 975.433.810-87 - FLAMARION DUTRA ALVES - UNIFAL-MG
Interno - 1896246 - MARCIO ROBERTO TOLEDO
Externa à Instituição - MICHELE LINDNER - UFRGS
Externa à Instituição - ANA RUTE DO VALE - UNIFAL-MG
Notícia cadastrada em: 06/10/2021 15:27
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2021 - UFSJ - sigaa01.ufsj.edu.br.sigaa01