Banca de QUALIFICAÇÃO: JAIRO BATISTA NETTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JAIRO BATISTA NETTO
DATA : 27/02/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Campus Centro Oeste D. Lindu - UFSJ
TÍTULO:



AVALIAÇÃO DO POTENCIAL ANTINEOPLÁSICO DA COMBINAÇÃO DE MATTEUCINOL E TEMOZOLAMIDA EM LINHAGENS DE GLIOBLASTOMAS


PALAVRAS-CHAVES:

 

 

Glioblastoma, Patologia experimental, temozolomida, glioblastoma, Mateucinol


PÁGINAS: 45
RESUMO:

Tumores malignos do cérebro são uma ocorrência rara, representando aproximadamente 2% de todos os cânceres em adultos. Apesar da baixa frequência, estes tumores apresentam elevada taxa de mortalidade. As neoplasias primárias mais comuns do Sistema Nervoso Central (SNC) são as de origem glial, dessas, o glioblastoma (GBM) é o mais prevalente, sendo também o de maior agressividade. Suas características histopatológicas o apresentam como um processo neoplásico grau IV, derivado dos astrócitos, com altos índices de proliferação microvascular, necrose tumoral, invasão tecidual, porém com restrita capacidade de promover metástases fora do SNC. A taxa de mortalidade permanece significativa, apesar dos grandes avanços em biologia molecular, imunologia e quimioterapia. Produtos derivados de plantas têm oferecido, historicamente, compostos para o desenvolvimento de novos e efetivos agentes quimioterápicos. Diante desse imensurável desafio, este trabalho teve como objetivo avaliar o potencial terapêutico da combinação entre o composto Matteucinol (Matt), derivado da espécie Miconia chamissois Naudin, associado ao quimioterápico padrão ouro para o tratamento do GBM, o temozolamida (TMZ). Demonstrou-se que a combinação Matteucinol/temozolamida (Mat-TMZ) apresentou seletividade, com ação citotóxica para a linhagem celular de GBM U251, poupando as células de astrócitos NHA. Assim como observado por Zimograma, Mat-TMZ diminuiu a atividade da metaloproteinase 2. Associado a isso, verificamos que o tratamento não atuou sobre a adesão das células U251 à matriz. Estudo específico com laranja de acridina e iodeto de propídio sugeriu que um dos mecanismos de morte implicado no tratamento das células U251 com a combinação (Mat-TMZ) é a apoptose, uma vez que se observou a formação de microbolhas, indicando fragmentações nucleares. Além disso, a avalição antitumoral e anti-angiogênica, in vivo, pelo ensaio da membrana coriolantóide de galinha (CAM) foi realizada e indica que o composto apresenta-se como uma possível opção de tratamento para o GBM


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2875448 - RALPH GRUPPI THOME
Interno - 1689019 - RAFAEL CESAR RUSSO CHAGAS
Externo à Instituição - DANIEL MOREIRA DOS SANTOS - FUNED
Notícia cadastrada em: 19/08/2020 10:01
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2021 - UFSJ - sigaa01.ufsj.edu.br.sigaa01