Banca de DEFESA: TEREZA MARTA RIBEIRO MENDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : TEREZA MARTA RIBEIRO MENDES
DATA : 14/08/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

AS PRÁTICAS EDUCATIVAS DE UMA INSTITUIÇÃO MILITAR DE ENSINO: ENTRE ARQUIVOS E MEMÓRIAS (1949-1992)


PALAVRAS-CHAVES:

Práticas educativas. Ensino militar. Relações de poder.


PÁGINAS: 202
RESUMO:

A presente pesquisa teve como objetivo analisar as práticas educativas difundidas pelos
sujeitos da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR) em uma dimensão histórica.
Investigou como essas práticas eram articuladas, vivenciadas e produzidas pelos sujeitos na
EPCAR, instituição militar fundada em 1949, em Barbacena/MG. O recorte cronológico
considerou dois momentos fundamentais da Escola: o ano em que foi inaugurada, em
1949, com a chegada da turma pioneira, estendendo-se até 1992, ano em que suspendeu,
temporariamente, as atividades relacionadas ao ensino de 2o Grau. Foram selecionados
diferentes documentos do arquivo da EPCAR como fontes para esta pesquisa, tais como:
exemplares de histórico escolar, livro de matrícula, livro histórico, fotografias e as revistas
Senta a Pua, que eram produzidas pelos próprios alunos. Realizou-se, ainda, um
entrecruzamento de informações desses documentos com o jornal Cidade de Barbacena,
fonte de informações importante sobre o que acontecia na cidade naquele período. Além
disso, os registros deixados pelos alunos em mobiliários da Instituição, foram mobilizados
como fontes desta investigação, material que revela questões ligadas, sobretudo, à questão
disciplinar dos alunos. Para as análises das informações, foram mobilizadas algumas
ferramentas foucaultianas, como as que se voltam para as “relações de poder”, a “produção
de saber” e o “cuidado de si” (FOUCAULT, 2006). Também, os estudos sobre Cultura
Escolar (JULIA, 2001) e elementos-chave para a categorização das práticas educativas
(FARIA FILHO, 2000) foram trabalhados para a análise dos dados. Os resultados apontam
que as práticas educativas eram baseadas nos princípios da hierarquia, disciplina e
subordinação, uma vez que se tratava de uma escola militar de ensino. Indicam, ainda, que
a Escola era o espaço para a propagação dos preceitos militares, que apresentava
características intrínsecas à formação do aluno militar. Observou-se, também, que o
cenário político-social, no qual a EPCAR estava imersa, possibilitou a formação de um
profissional que tivesse capacidades legitimadas pelo Estado para o uso da força e que as
práticas educativas constituíam sujeitos disciplinados, moralizados, hígidos fisicamente e
fiéis ao cumprimento dos deveres morais e patrióticos. O estudo, que está inserido na
História da Educação, buscou contribuir com as investigações, mais especificamente sobre
a história das instituições militares de ensino.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1350874 - CHRISTIANNI CARDOSO MORAIS
Externo à Instituição - LUCIANO MENDES DE FARIA FILHO - UFMG
Presidente - 2868620 - PAULA CRISTINA DAVID GUIMARAES
Notícia cadastrada em: 27/07/2020 11:37
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2021 - UFSJ - sigaa01.ufsj.edu.br.sigaa01