Banca de DEFESA: Letícia Maciel da Fonseca

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : Letícia Maciel da Fonseca
DATA : 13/07/2022
HORA: 09:30
LOCAL: Defesa feita de forma remota via google meet
TÍTULO:

Compósitos biodegradáveis reforçados com fibras de bananeira descontínuas


PALAVRAS-CHAVES:

fibras naturais; compósitos biodegradáveis; óleo de mamona; fibra de bananeira, tratamento alcalino.


PÁGINAS: 95
RESUMO:

As fibras naturais apresentam algumas vantagens sobre as sintéticas, tais como baixa densidade, alta tenacidade, biodegradabilidade, irritação respiratória reduzida, flexibilidade e baixo custo, sendo uma fibra celulósica com propriedades mecânicas satisfatórias para uso como reforço em materiais poliméricos. Este trabalho tem como foco o uso de fibras de bananeira como membros de reforço, explorando o uso de resina de poliuretano derivada do óleo de mamona como fase matriz. Entre os parâmetros passíveis de serem controlados, foram analisados comprimento (10 mm e 30 mm), a gramatura (0,0375 g/cm² e 0,0750 g/cm²) da fibra, o processo de extração de fibras e o tratamento alcalino com bicarbonato de sódio (NaHCO3). O potencial de uso deste compósito biodegradável foi avaliado pelo seu desempenho em ensaios mecânicos de resistência à tração e flexão. A análise dos resultados (empregando DOE e ANOVA) consideraram os parâmetros isolados e a interação entre eles nas propriedades físicas e mecânicas do compósito. Observou-se que o comprimento da fibra, quando considerado isoladamente na primeira análise experimental, impacta na resistência em flexão, inclusive quando considerado em combinação com a gramatura da fibra. O compósito reforçado por fibras de bananeira apresentou propriedades mecânicas muito melhoradas em relação à matriz pura, tendo a fibra de 30 mm se mostrado com melhor comportamento em relação à de 10 mm, e em maior gramatura. O processo de extração de fibras revelou compósitos de diferentes propriedades mecânicas, destacando-se compósitos de maior gramatura com fibras do primeiro processo de extração. O tratamento alcalino, quando combinado com a gramatura de fibra, impacta nas propriedades mecânicas, gerando compósitos menos densos. Compósitos de maior gramatura e sem tratamento alcalino apresentaram melhores resultados. O tratamento alcalino nas fibras de bananeira não foi eficaz. Os compósitos fabricados com o primeiro lote de fibras, maior tamanho e maior gramatura apresentaram maior desempenho estrutural.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2695307 - LEANDRO JOSE DA SILVA
Interno - 1827328 - RODRIGO TEIXEIRA SANTOS FREIRE
Externo à Instituição - ANDRE LUIS CHRISTOFORO - UFSCAR
Notícia cadastrada em: 29/06/2022 16:54
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - | Copyright © 2006-2022 - UFSJ - sigaa04.ufsj.edu.br.sigaa04