Banca de DEFESA: Júlia Nascimento Pereira

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : Júlia Nascimento Pereira
DATA : 22/02/2022
HORA: 14:00
LOCAL: online
TÍTULO:

Avaliação e comparação da resistência à oxidação cíclica e isotérmica a 900, 950 e 1000 ºC dos aços inoxidáveis AISI 303, 304L e 310.


PALAVRAS-CHAVES:

Oxidação cíclica, oxidação isotérmica, AISI 303, AISI 304L, AISI 310, cinética de oxidação, caracterização de camada de óxido, análise COSP.


PÁGINAS: 107
RESUMO:

Os aços inoxidáveis austeníticos são amplamente utilizados em aplicações em que são expostos à elevadas temperaturas. Portanto, esses materiais precisam apresentar resistência à oxidação nessas condições. Além disso, a determinação dos limites de aplicação de cada material e a seleção apropriada para cada condição de uso deve ser feita com cuidado para evitar degradação e perdas. Assim, o objetivo desse estudo foi avaliar e comparar a resistência à oxidação cíclica e isotérmica dos aços inoxidáveis austeníticos AISI 303, 304L e 310 a 900, 950 e 1000 ºC. Dessa forma, as amostras foram ciclicamente oxidadas por até 100 ciclos e isotermicamente oxidadas por 100 horas. Cada ciclo térmico consistiu em 60 minutos na temperatura de oxidação e 10 minutos em que as amostras eram expostas a temperatura ambiente para resfriamento. A variação de massa das amostras foi avaliada pela cinética de oxidação e análise COSP (Em português: “Programa de destacamento em oxidação cíclica”). A morfologia e composição da camada de óxido formada foram analisadas por Difração de Raios-X (DRX), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) e Espectroscopia de Energia Dispersiva (EDS). Os aços AISI 303 e 304L apresentaram boa resistência à oxidação somente a 900 ºC, tanto nos ensaios cíclicos como isotérmicos. O aço AISI 310 apresentou menor variação de massa em todas as condições comparado aos demais materiais devido à formação de camada de óxido protetiva composta por Cr2O3, MnCr2O4 e SiO2. Dessa forma, enquanto os aços AISI 303 e 304L apresentaram destacamento a 950 e 1000 ºC, o aço AISI 310 apresentou pouco destacamento apenas a 950 ºC. O maior teor de cromo e níquel presente no AISI 310 permitiu que uma camada protetiva fosse formada. Por fim, de forma não esperada, o aço AISI 310 apresentou maior resistência ao destacamento durante oxidação a 1000 ºC do que a 900 e 950 ºC.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FREDERICO AUGUSTO PIRES FERNANDES
Interno - 1049564 - ARTUR MARIANO DE SOUSA MALAFAIA
Interna - 2029927 - ROSELI MARINS BALESTRA
Notícia cadastrada em: 21/02/2022 15:12
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - | Copyright © 2006-2022 - UFSJ - sigaa05.ufsj.edu.br.sigaa05